terça-feira, 10 de junho de 2008

Os X-Men 05: Armadilha para um X-Man!

“Armadilha para um X-Man!”
(The X-Men 05, maio de 1964)

Roteiro: Stan Lee.
Desenhos: Jack Kirby.
Arte-final: Paul Reinman.
Marvel Comics.

Após voltarem para casa, com o Professor Xavier supostamente debilitado de seus poderes mentais, os X-Men recebem uma inesperada visita dos pais de Jean Grey, a Garota Marvel.

Na ocasião, depois de alguns momentos forçados para criar um clima de tensão sobre a identidade secreta do grupo, como a tentativa da mãe de Jean de tirar os óculos do Ciclope e deste ficar preso na Sala de Perigo lutando com o sistema de treinamento do Fera, o Sr. e a Sra. Grey se despedem dos X-Men e comemoram o fato da filha estar matriculada naquele instituto (mal sabem eles que estão sendo enganados até pela filha, mas a “causa” justifica). Detalhe: os nomes iniciais dos pais de Jean só seriam revelados anos mais tarde em Uncanny X-Men 105.

Enquanto isso e, não por coincidência, o Mestre Mental ronda a região mas não consegue identificar o “esconderijo” do grupo. E é aí que somos apresentados ao Asteróide M, a base de Magneto em órbita da Terra.

Após essa tentativa frustrada de encontrar os X-Men, Magneto cria um novo plano. Disfarçado de um corredor, Groxo vence com facilidade uma prova de corrida que gera reações violentas dos que estavam presenciando a competição. Agora sim os mutantes são retratados como seres perseguidos e discriminados, ao contrário da segunda edição em que o Anjo é cortejado por donzelas.

Com o pânico instaurado, os X-Men desconfiam que o corredor se trata de um mutante e, por isso, correm em seu auxílio. Assim que descobrem que se trata de um de seus inimigos, ocorre uma pequena batalha dos X-Men contra a Irmandade de Mutantes e, nisso, o Anjo é capturado. Groxo, por sua vez, é deixado para trás.

Enquanto os X-Men arrumam um jeito de chegar até a base de Magneto para salvar seu amigo, Anjo é torturado para revelar onde fica a base dos X-Men.

Numa atitude no mínimo estranha, Groxo age como se estivesse desacompanhado e chama uma nave para levá-lo de volta ao Asteróide M. Os X-Men entram na nave junto com o vilão. Na base, inicia-se uma nova batalha entre heróis e vilões. Mais uma entre os mesmos personagens (e Stan Lee não vai dar descanso porque outras virão nas edições seguintes). O Anjo é resgatado, o Homem de Gelo forma uma inacreditável “ponte tubular de gelo” no meio do espaço e, não obstante o satélite sair de órbita após uma explosão, os vilões também conseguem escapar ilesos.

E para surpresa de todos, o Professor Xavier revela que esteve fingindo esse tempo todo para que os seus pupilos pudessem resolver os problemas sem a presença dele. É uma atitude no mínimo estranha por parte do mentor dos X-Men. Mas, como a história deixa a demonstrar, ele acende um cachimbo da paz e declara que o treinamento dos X-Men... terminou!!!

Mas não terminou não. Nas edições seguintes, veremos que após a “formatura” do grupo, tudo continua a mesma coisa de antes. Na verdade, essa edição não deixa de ser uma repetição da antecessora porque realmente não acontece nada e absolutamente nada é acrescentado à trama (com exceção da apresentação do Asteróide M, mas só isso não justifica).

Esta edição é a última arte-finalizada por Paul Reinman. Chic Stone assuma a partir da próxima edição. Particularmente, prefiro muito mais o primeiro.

Abraço a todos!

Primeira aparição: Asteróide M.

4 comentários:

Noturno disse...

Se alguém lê meu humilde Blog, comente senão não vou saber se posso continuar (viu James e Joaquim?). :-(

felipe disse...

Acho que é nessa ediçao que temos um dialogo sensacional.

O mestre mental volta para a base do Magneto, e diz que voltou porque quis, entao o mercurio diz " seu mentiroso, eu sei que o magneto que chamou voce ". Qual a razao do mestre mental inventar uma coisa dessas!? Fiquei rindo uns 2 minutos lendo isso.

E a pegadinha do Xavier tambem foi engraçada...e sem noção!!!

Noturno disse...

Hehehe, é verdade. Comparando com as primeiras histórias do Quarteto Fantástico, em termos de situações sem noção e inverossímeis, os X-Men ganham fácil.

White Ronin disse...

Irmandade again? Então é cofre! Sempre, mas sempre mesmo devria existir uma equipe rival aos X-men!

Parece que hoje apenas o "Clube do Inferno" faz esse papel!

Simplesmente adoro esse Jason Wyngard "MulamboLifeStyle" assim como a "Feiticeira Verde" e o Mercúrio!

Take care,

Zatanno Frost