sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

The Amazing Spider-Man 244-246: Jogo Falso!

The Amazing Spider-Man 244-246.

Roteiro: Roger Stern
Desenhos: John Romita Jr.
Arte-final: Klaus Janson (244), Dave Simons (245) e Dan Green (246)
Marvel Comics.

"Decisões"
(The Amazing Spider-Man 244, setembro 1983)

A história começa com o Homem-Aranha visitando sua namorada , Felícia Hardy (a Gata Negra) no hospital.

Logo em seguida, Peter resolve conseguir uma grana, mas antes vai até a Universidade preencher o seu formulário de afastamento.

Ele primeiro busca a assinatura do Professor Sloan que, antes de assinar, tenta convencê-lo a ficar, mas sua tentativa é em vão. O professor se ressente pelo fato de a maioria das pessoas que se afastam nunca mais voltam para os estudos.

Peter tem dificuldades de conseguir a assinatura de outro professor que se diz sem tempo. Assim, ele apronta uma com o professor, deixando-o preso em uma sala. Hehehe...



Harry Osborn, Liz Allen e Mary Jane se encontram em um restaurante. Eles tentam "amarrar" Mary Jane com Peter. Logo depois, o casal chega à Companhia Osborn e descobrem que ele foi invadido.

Peter vê a manchete da invasão mas acha que não foi o Duende Macabro. Ele vai até a Capitã Jean Dewolff descobrir mais pistas mas ela não está em seu escritório. Ele adentra no local e descobre que os invasores levaram os relatórios dos últimos seis meses da Companhia Osborn.
Logo depois, o Aranha ouve de policiais sobre um novo assalto a um armazém também pertencente a Osborn.

Chegando lá, o Homem-Aranha invade o local e luta contra uma dezena de homens. Ele é atacado com morcegos mecânicos que o faz supor, então, ser uma invasão promovida pelo Duende Macabro.

Um homem misterioso dentro de um caminhão joga uma bomba incendiária do Duende e acaba explodindo tudo. O Homem-Aranha opta por salvar a vida dos capangas, mas antes que o homem misterioso escape, ele joga um rastreador no caminhão.

Do caminhão, sai um furgão que consegue escapar sem ser visto. O Homem-Aranha chega até o caminhão, que explode.

Um homem chamado Arnold Donovan é o contratante dos capangas que invadiram a Companhia Osborn. Ele vai até o esconderijo do Duende Macabro, que ainda se recupera do último confronto com o aracnídeo. O Duende Macabro planeja obter a força física do Duende Verde original!



Enquanto isso, em outro local, Mary Jane sai com um cara chamado Jeff. Ela descobre no jornal sobre a invasão e se preocupa com Liz e Harry, seus amigos.


"Jogo falso"
(The Amazing Spider-Man 245, outubro de 1983)



A história se inicia com o Homem-Aranha querendo falar com o promotor público Blake Tower. Ele quer ir atrás do Duende Macabro e acha que sua verdadeira identidade é Donovan, o homem que apareceu na edição passada.

O herói pede os arquivos pro Promotor, mas tem seu pedido negado, dizendo que ele é um mascarado. O Aranha argumenta com o Promotor dizendo que ele daria os mesmos arquivos caso fosse um pedido feito pelos Vingadores.

O Homem-Aranha não conta tudo o que sabe pois não pode revelar que Norman Osborn era o Duende Verde.

Em uma mansão em Long Island, dois homens tentam recriar o soro que deu os poderes do Duende Verde. Só que a experiência dá errado e o frasco contendo o líquido explode, desfigurando o rosto de um deles.



O outro homem o leva para fora da mansão e, antes que os bombeiros cheguem, ele explode o local. O homem desfigurado é levado para o hospital.

Peter procura pistas nos arquivos do Clarim sobre o Donovan. Betty (Leeds, na época) o surpreende por trás e o leva para almoçar. Chegando lá, ele se depara com Ned Leeds e Mary Jane!

As buscas continuam. Passam-se três semanas... O homem que teve seu rosto desfigurado no hospital desperta. Seus músculos não se atrofiaram. Na verdade, estão mais fortes do que nunca. Ele deixa o hospital escondido e vai até a mansão que explodiu. Ele abre um alçapão e vai até os acessórios do Duende Macabro.

Assim que ele se veste de Duende Macabro e sai à procura do Homem-Aranha, em outro local um sistema informatizado é acionado e alguém começa a monitorar seus sinais vitais.



O Aranha vai até a sala do Sargento Snider e pede a ficha de Donovan. Ele dissimula uma discordância e o Aranha tem acesso aos documentos. O herói descobre que Arnold Donovan não é o Duende Macabro porque no momento em que os dois lutavam, Donovan prestava depoimento na delegacia. Logo depois, ele descobre que o Duende Macabro está à sua procura.

O Homem-Aranha vai ao local onde se encontra o Duende Macabro e os dois brigam. Depois de ricochetear uma bomba incendiária do Duende e atingi-lo, o Homem-Aranha tira a máscara do Duende Macabro e vê... Donovan!



Arnold Donovan fala que foi seu chefe quem disse que, com o soro de Osborn, ele se tornaria invencível. O Aranha pergunta quem é o chefe de Donovan, mas, de repente, o flutuador é controlado pela pessoa que monitorava Donovan (o verdadeiro Duende), que o leva a se chocar em um prédio e explodir, matando-o! Com a morte de Donovan, a polícia (e, logo depois, a sociedade) acha que este é o fim do Duende Macabro.

Em outro local, o verdadeiro Duende Macabro fala que ainda conseguirá reproduzir o soro do Duende Verde!


"Devaneios"
(The Amazing Spider-Man 246, novembro de 1983)



Felícia Hardy (a Gata Negra) fica entediada no hospital. De repente, o Homem-Aranha aparece, lhe entrega o uniforme de Gata Negra e pede para que eles façam um serviço em nome da "Liberdade". Eles conseguem seu intento, entregam o documento a um agente federal e ganham em troca quinhentos mil dólares. Eles vão a um iate do Homem-Aranha que se revela como... o ator Cary Grant!

De repente, Felícia pára de sonhar.

No Clarim, J. J. Jameson aparece e observa a produção do seu Jornal. Lá, um empregado lhe entrega um exemplar que diz: "Homem-Aranha vence novamente". O Homem Aranha aparece e diz a Jameson que o jornal não seria nada sem ele. Jameson dá uma surra no Aranha e ganha o dia!

De repente, Jameson pára de sonhar.

Em outro local da cidade, Mary Jane e Greg vão a um teatro. Lá, ela se descobre uma grande atriz que participa de uma peça em que o cineasta Woody Allen interpreta Peter Parker. Sua irmã aparece e pergunta se MJ não tem espaço para ela e seus filhos em sua vida.

De repente, Mary Jane pára de sonhar.

Noutro local, o Homem-Aranha encontra Jameson fazendo cooper. Seus maiores vilões tentam matá-lo, mas o herói salva Jameson de todos eles. Jameson beija os pés do Aranha, cena esta em que uma câmera automática fotografa tudo. Peter ganha o prêmio de melhor fotografia do ano e também é reconhecido como um gênio da Química! Logo depois, ele vai até uma festa que estão promovendo para receber o Homem-Aranha. Dentre os presentes, estão os Vingadores e o Quarteto Fantástico, que disputam o Aranha como seu integrante! Mas, de repente, os heróis vêem o reflexo do Homem-Aranha como de um homem magrelo no escudo do Capitão América e deixam o local, para o desgosto do aracnídeo.

De repente, Peter Parker pára de sonhar.

Ele logo ajuda um garoto que estava sendo provocado por outros de sua idade. O menino é deixado em paz e logo em seguida... sonha em ser o Homem-Aranha!


C O M E N T Á R I O S :

Depois da pequena pausa com relação às tramas que se denvolviam na revista Amazing Spider-Man, percebe-se que Roger Stern retorna com mais tramas envolvendo a identidade secreta do Duende Macabro.

As histórias "Decisões" e "Jogo falso" jogam uma pequena lista de suspeitos sobre quem poderia ser o vilão, ao mesmo tempo em que atiça a curiosidade do leitor com relação a esse mistério que tanto agradou os fãs do personagem, na época de seu lançamento. A capa da edição 245 é excelente e, com certeza, deve ter gerado grandes expectativas para quem seguiu a história sem olhar antes o final.

O personagem Arnold Donovan não passou de uma cobaia nas mãos do primeiro Duende Macabro que o usou apenas para tentar reproduzir o soro do Duende Verde original. Volto a ressaltar a vulnerabilidade do vilão, que o deixa ainda mais interessante já que ele, como qualquer ser humano, se fere e precisa de um tempo para se recuperar.

Essa vulnerabilidade antes explicitada nada mais faz do que mostrar ao leitor uma espécie de equiparação entre o Homem-Aranha e o Duende Macabro na medida em que, sendo ambos humanos, tanto um quanto outro podem perecer em um confronto que não precisa apelar para situações fora do cotidiano do personagem (como entidades cósmicas e afins).

Já "Devaneios" é mais um alívio utilizado por Stern para quebrar uma seqüência ininterrupta de histórias envolvendo os mesmos personagens. É uma história que, para mim, não deveria ter se arrastado por uma edição inteira, já que é por demais boba, e sempre as seqüências envolvendo os devaneios dos personagens são facilmente perceptíveis.

Os desenhos de John Romita Jr. permanecem com o mesmo estilo, com quadros bem semelhantes à toda sua fase à frente do título e sem nenhuma ousadia por parte do desenhista. Mas a falta de ousadia é compensada com a boa construção de cenas que refletem exatamente o que a história quer narrar.

Volto a ressaltar o excelente jogo de luz e sombras que Romita Jr. faz quando desenha o Duende Macabro no seu esconderijo, deixando o vilão misterioso, o que é exatamente a impressão que os autores queriam passar na época.

Enfim, tirando a história "Devaneios", totalmente dispensável, a fase de Roger Stern no Homem-Aranha continua com um alto índice de aproveitamento! Na próxima seqüência, veremos uma das histórias mais lembradas do personagem e que freqüentemente é figurada em listas das melhores que o personagem já teve!

Abraço a todos!

BAMF!

3 comentários:

MAGUS disse...

Aqui começa a fase que eu acompanhava em banca, juntava o mês todo o pouco dinheiro pra compra Homem-Aranha e Capitão América, depois trocava com um amigo pra poder ler Hulk e Superaventuras Marvel :)

Sensacional, a trama do Duende Macabro foi muito marcante, cheia de altos e baixos e no final ele era..... :boo:

Pip disse...

Na proxima resenha teremos "O menino que colecionava" ?

E essa "Davaneios" foi publicada no Brasil?

Noturno disse...

É a próxima sim, Pip!

E Devaneios foi publicado em Homem-Aranha 56.

MAGUS, na última resenha do Aranha, vou mostrar uma incoerência com relação à identidadde secreta do Duende.

Abraço!